A FORÇA DO PERDÃO

       Jesus, no auge da dor deu um exemplo admirável do que é perdoar, ao rogar ao PAI que perdoasse aqueles que o martirizavam porque não sabiam o que estavam fazendo.

       Tal exemplo, incomparável, infelizmente não surtiu o efeito que deveria, pois do contrário os seres da face da Terra não teriam continuado os mesmos. Ainda não se conscientizaram que o perdão é a mola-mestra do mundo. O que hoje se vê e isso vem de longas eras é o contumaz espírito de vingança, até mesmo nas mínimas coisas, fatos tão insignificantes e corriqueiros, que bem poderiam ser olhados como pequenos contratempos da vida. Mas não. São levados à risca e na primeira oportunidade, retribuídos…

        Enquanto isso a Natureza, que aparentemente parece não ter a nada ver com o comportamento humano, sofre as consequências… É fato notório e todos os espiritualistas sabem, que homem e Terra evoluem juntos. Resultado: para que a Natureza consiga resistir aos ataques contínuos de ódio e derramamento de sangue despejados diariamente sobre ela, a saída, para defender-se, é a revolta dos elementos, destruição que dificilmente não vem acompanhada de dor pela perda de vidas humanas e prejuízos materiais.

       É o homem e isto ele tem de conscientizar-se, o causador de tudo que lhe acontece. Não fosse o seu egoísmo, arrogância, prepotência, e tudo o mais que essas más tendências carregam consigo, e a Natureza agiria de forma branda, não comprometendo e nem prejudicando quem é seu parceiro na evolução. A Terra não está de todo pronta, assim como não está o homem. Portanto, ambos passam por transformações: a Terra, transformações geológicas, o homem, transformação interior. O homem tem o dom da inteligência que o seu livre arbítrio conduz para o mal ou para o bem. A Terra, sendo um “organismo vivo”, consequentemente, tem quem a comande. Vemos isto explicitamente nas seguintes palavras de Henrique José de Souza:

        “Quando o homem chegar a dominar-se conscientemente, dominará, também, a natureza que – submissa e escrava, obedecerá às suas ordens. Porém, enquanto imperar o egoísmo entre os homens, os elementos transbordados serão tão caprichosos e cruéis quanto a humana natureza”.

      Portanto, não adianta lastimar-se, revoltar-se e descrer… Há meios de acalmar os elementos revoltados da Natureza: é cada habitante vigiar a si mesmo, mudando para melhor o seu modo de agir, pensar e falar, começando primeiramente por perdoar “a quem nos tem ofendido”, conforme aconselha o Pai Nosso. Deus sequer conhece o que vem a ser castigo. É o homem que a si próprio castiga, porque há nele a má vontade de não perdoar, não reconhecer no seu irmão em evolução um ser tão imperfeito quanto ele próprio.

       Produzir, fazer germinar uma idéia, praticar seja o que for, é direito de cada um. Chega, porém, o dia em que o resultado de tudo isso é pesado, medido e contado… É aí que as coisas se complicam, por isso não atirar nunca a primeira pedra. Perdoar setenta vezes sete como recomenda Jesus e a Terra talvez – pois o tempo é cada vez mais curto – abrandará os impactos que neste “final de ciclo apodrecido e gasto” está apenas cumprindo o seu dever…   

        Para acalmar a revolta dos elementos, a transformação humana teria de ser como um mutirão mundial, dado o adiantado da hora… Pesa sobre a Terra, fazendo-a sofrer, excesso de tudo que é ruim e degradante, porque o espírito de vingança está muito enraizado no homem.

 _____________

Zélia Scorza Pires

São Lourenço, 08.01.2014 

     

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Generic selectors
Palavra Exata
Procurar nos Títulos
Procurar no conteúdo
Procurar em Artigos
Procurar nas Páginas
Poesias
Livros
Filtrar por Categorias
Artigos Bibi
Artigos e Diversos.
Artigos Eymar
Artigos HJS
Bibi
Eymar
Fotos Bibi
HJS
Notícias
Poesias Bibi
Poesias Eymar

Livros de Adiel

  • Quando Deus É Feito Homem
  • Muito Pouco de Muuuito
  • capa-joana-e-as-sementinhas
  • Capa-a-rosa-e-o-edificio
  • capa-os-numeros-e-suas-queixas
  • capa-a-borboleta-filosofa
  • capa-cartilha1
  • capa-cartilha2
  • capa-cartilha3
  • capa-cartilha-4
  • capa-as-letras-na-montanha-thumb
  • capa-os-gemeos-espirituais