TOTEM

O Totem é o animal, árvore, pedra, ou qualquer objeto escolhido para representar uma região; ele é o representante avatárico de uma tribo, de um clã, que o consideram um símbolo sagrado, uma espécie de divindade protetora, uma “marca de família” dos seus antepassados, aqueles que os antecederam. De tanto que é respeitado, homenageado, venerado, o Totem tornou-se “uma espécie de egrégora, quase sempre a serviço de uma causa superior ou divina”. O Totem é o representante avatárico do respectivo Reino da Natureza a que ele pertença. Se o Totem é um animal, ele é o representante do Reino Animal; se é uma árvore, é o representante do Reino Vegetal; se é uma pedra, é o representante do Reino Mineral.

O Totem da cidade de São Lourenço é o Caetetu, também chamado Caiititu ou Cateto, “o porco do mato que pesa de 17 a 30 quilos. Normalmente são acizentado-escuro, salpicados de manchas brancas quando vivem em regiões abertas. Mas se vivem em florestas úmidas seu pelo se torna escuro. Têm cabeça grande e enormes dentes caninos que podem ferir seriamente quando são acuados. Na floresta não são perigosos, a não ser quando perseguidos. Seu pelo é extremamente espinhoso. Alimentam-se de frutos, tubérculos, raízes e pequenos animais que porventura encontrem. Vivem em grupos de 1 a 20 indivíduos, pois isolados ficam indefesos. Conta a lenda indígena que “Caipora”, o Duende das florestas, é sempre visto montado no último Caetetu do grupo, e se por acaso o grupo é dizimado (por caçadores), o agressor será severamente castigado pelo guardião dos Caetetus”.

Sobre o Totem de São Lourenço, o Professor Henrique conta um episódio muito interessante, ocorrido com o caçador Eugênio Junqueira, residente em São Lourenço, negociante de areia. Vejamos: “O caçador Eugênio Junqueira, que residia em São Lourenço, negociante de areia, relatou na Vila Helena que em setembro de 1921, quando Henrique e Helena estavam hospedados na ex-pensão São Benedito, por sinal que não os conhecendo ainda, dando batida numa manada de caetetus, penetrou na caverna onde os referidos animais deram entrada como se estivessem “aterrados”. O caçador Eugênio, dos mais afoitos que se conhece, varou a caverna na esperança de matar um daqueles animais. No entanto, o que teve ocasião de presenciar, ao contrário, obrigou-o a abandonar uma garrafa de querosene que levava consigo para manter a sua lanterna, além de um canivete. Os caetetus, em assembléia, diante de um altar improvisado na rocha, dirigiam-se ao seu chefe ou “rei”, falando em “língua totêmica” como quem se queixava do insulto e covardia de alguém que talvez pertencesse à Obra do Eterno. No dia seguinte à semelhante narrativa os Irmãos Walter Órion de Souza, Sebastião Vieira Vidal e Ural Prazeres, acompanhados do mesmo caçador, hoje nosso amigo, e que tem acompanhado também outras excursões, inclusive a São Tomé das Letras, foram em busca da referida caverna que fica no morro fronteiriço ao que hoje tomou o nome de Vila Canaã, e é aquele onde se acha este augusto Templo. Inútil dizer que encontraram imediatamente a aludida garrafa com um resto de querosene e tendo por rolha um capucho de milho e toda coberta de poeira. Este acontecimento se deu 19 anos depois, ou seja, em 1940. Nove anos são decorridos e agora, 1949, na galeria das imediações do lugar onde está construído este mesmo Templo foi encontrada esta “ferradura”. Trata-se de uma ferradura totêmica, ou a mesma que o “rei” dos Totens de São Lourenço trazia na pata dianteira”.

Sobre a garrafa de querosene encontrada na caverna após 19 anos de ter sido abandonada pelo apavorado caçador Eugênio Junqueira, até fevereiro de 1995 ela se encontrava no Museu do Templo de Maitreia. Eu mesma a vi várias vezes, mas numa das obras de manutenção das salas do Museu, quebrou-se. A “ferradurinha” do Caetetu, no entanto, lá se encontra para qualquer um ver. O Museu do Templo de Maitreia, em São Lourenço, abre aos sábados e domingos das 14 às 16 horas.

______________
Zélia Scorza Pires
São Lourenço, 11.08.2014.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Generic selectors
Palavra Exata
Procurar nos Títulos
Procurar no conteúdo
Procurar em Artigos
Procurar nas Páginas
Poesias
Livros
Filtrar por Categorias
Artigos Bibi
Artigos e Diversos.
Artigos Eymar
Artigos HJS
Bibi
Eymar
Fotos Bibi
HJS
Notícias
Poesias Bibi
Poesias Eymar

Livros de Adiel

  • Quando Deus É Feito Homem
  • Muito Pouco de Muuuito
  • capa-joana-e-as-sementinhas
  • Capa-a-rosa-e-o-edificio
  • capa-os-numeros-e-suas-queixas
  • capa-a-borboleta-filosofa
  • capa-cartilha1
  • capa-cartilha2
  • capa-cartilha3
  • capa-cartilha-4
  • capa-as-letras-na-montanha-thumb
  • capa-os-gemeos-espirituais